Os projetos de AINDA 

Região de Atuação do Projeto: Escolas da Rede Municipal de Limeira, com enfoque nas regiões periféricas do município.

Objetivo Geral: Esclarecer e sensibilizar alunos de 06 a 10 anos e seus professores, sobre o tema deficiência, para que se tornem conhecedores e disseminadores dos conceitos de deficiência e inclusão, favorecendo a integração e inclusão escolar/social das pessoas com deficiência.

Descrição do Projeto: O projeto será realizado em 08 escolas da Rede Municipal de Ensino, onde será realizada roda da conversa junto aos alunos com o tema deficiência, apresentação de teatro interativo com uso de fantoches com deficiência, orientações aos professores e coordenadores, vivência das deficiências, plantio de sementes fazendo analogia à obtenção de conhecimento sobre inclusão e oficina com os alunos para confecção de cartazes a serem expostos em local estratégico para atingir o público alvo indireto.

Nº de beneficiários atendidos: 320 alunos e seus respectivos professores

Duração do Projeto: 12 meses

Custo total: R$ 19.312,86

Nome do responsável pelo Projeto: Gisele Barbosa Mosciaro

Região de Atuação do Projeto: Sede da AINDA, localizada à Rua Boulevard La Loi, 90 – Centreville.

Objetivo Geral: Minimizar a vulnerabilidade social dos participantes através de ações preventivas voltadas a atividades lúdicas e imaginárias, utilizando ferramentas esportivas, culturais e psicossociais, possibilitando assim a ampliação do repertório cultural e mudança da realidade em que estão inseridos.

Descrição do Projeto: O projeto será realizado na sede da AINDA com frequência semanal, onde os participantes com e sem deficiência irão explorar atividades esportivas, culturais, psicossociais e conhecimento dos idiomas dos países trabalhados, visando ampliação do repertório cultural. Será formado um grupo com 20 participantes, com uma proporção média de 30% de crianças/adolescentes com deficiência a fim de favorecer a inclusão social entre os integrantes. As atividades serão realizadas por equipe formada por Educador Físico, Pedagogo, Psicólogo e Professor de idiomas serão adaptadas de acordo com a demanda apresentada pelos participantes com deficiência. Também será oferecido atendimento com Fonoaudiólogo que apresentarem dificuldade durante as aulas de idiomas. Ao final do projeto pretende-se realizar uma exposição, com presença dos atendidos da AINDA e familiares dos participantes, com apresentação de cartazes, leitura em diferentes idiomas e práticas esportivas.

Nº de beneficiários atendidos: 20 crianças e adolescentes com e sem deficiência em vulnerabilidade social.

Duração do Projeto: 12 meses

Custo total: R$ 49.626,35

Nome do responsável pelo Projeto: Gisele Barbosa Mosciaro

Objetivo Geral da Proposta:

Favorecer a participação e a inclusão dos deficientes por meio de vivências práticas através desta modalidade (Karatê masculino e feminino), com isso promovendo o desenvolvimento
biopsicossocial dos deficientes que estão em situações de vulnerabilidades.

Nome do responsável pelo Projeto: Gisele Barbosa Mosciaro

Objetivo Geral: Oferecer aulas gratuitas de tênis para 14 pessoas com deficiências físicas em vulnerabilidade social.

Descrição do projeto: O Projeto visa desenvolver ações voltadas para pessoas com deficiências despertando para prática da modalidade do tênis de campo, contribuindo para convívio social e para melhoria da qualidade de vida.

Serão ministradas aulas de tênis de campo, em dois períodos na segunda e quarta nos períodos de manhã e tarde, 07 em cada período, totalizando 14 alunos, sendo que o programa de atividades físicas para essas pessoas com deficiência deve observar a adaptação do esporte mantendo os mesmos objetivo e vantagens da atividade e do esporte convencional, ou seja, aumentar a resistência cardiorrespiratória, a força, a resistência muscular, a flexibilidade, etc. Posteriormente, esta atividade possui um caráter terapêutico, auxiliando efetivamente no processo de reabilitação destas pessoas.

A prática do esporte em cadeira de rodas também torna a pessoa mais independente e mostra a ela, através das conquistas vitórias pessoais, que superar obstáculos é possível.

Se o esporte é bom para o físico, cabeça e alma das pessoas imaginem para alguém que por algum motivo ganhou novas limitações.